Características

Fácil de Usar

“O Maker permite criar aplicativos de uma forma mais simples e visual.”
– Terra.com.br
  • Telas simples e limpas;
  • Desenvolvimento visual com auxílio de guias;
  • Não requer conhecimentos avançados em programação;

Produtivo

“O Maker reduziu o tempo de projeto em 5 meses.”
– Deloitte
  • Assistentes de criação automática;
  • Mudanças atualizadas em tempo real;
  • Funcionalidades embutidas e prontas para uso;

Portável

“Com o Maker, o desenvolvedor não precisa definir o dispositivo.”
– Terra.com.br
  • Acesso a recursos do dispositivo;
  • Telas que se adaptam à resolução;
  • Sincronização automática de dados;

Confiável

“Governo de Portugal usa o Maker para monitorar cirurgias.”
– ePharma.com.br
  • Suporta aplicações de pequeno a grande porte;
  • Garantia de segurança com uso de criptografia;
  • Baseado em tecnologias comprovadamente confiáveis;

Fácil Manutenção

“O Maker foi fundamental na produção automática da documentação.”
– Deloitte
  • Linguagem natural integrada ao desenvolvimento;
  • Depurador visual facilita a identificação de problemas;
  • Geração automática da documentação técnica e funcional;

Flexível

“As aplicações do Maker rodam independente de plataforma.”
– Revista INFO Exame
  • Suporta os principais navegadores;
  • Migração automática entre tecnologias;
  • Suporta os principais bancos de dados;

Rápido

“O Maker ofereceu desempenho com cerca de 180.000 usuários.”
– Tribuna da Bahia
  • Carga instantânea de telas;
  • Tráfego de dados minimizado;
  • Análise de desempenho das partes da aplicação;

Atrativo

“O Maker cria telas com o layout bem cuidado.”
– INFO Online
  • Criação de telas fáceis de operar;
  • Estilos atrativos prontos para uso;
  • Personalização completa com guias visuais;

Extensível

“Com o Maker não há limitações impostas à customização.”
– Revista Semana Informática
  • Criação de funções nativas;
  • Construção de componentes visuais;
  • Plugins de auxílio ao desenvolvimento;

Colaborativo

“O Maker permite que a equipe foque nos objetivos do negócio.”
– Deloitte
  • Compartilhamento de objetos;
  • Controle de versões da aplicação;
  • Histórico de mudanças por objeto;

Casos de Sucesso

SENAC Bahia

Sistema Completo de Gestão Educacional

Deloitte

Sistema de Recuperação de Crédito
  • Redução de 5 meses no projeto;
  • Menor custo de desenvolvimento;
  • Ver Publicação

Governo de Pernambuco

Projeto Minha Certidão
  • Vencedor do Prêmio e-gov 2009;
  • Mais agilidade nos serviços;
  • Ver Publicação

Prefeitura de Feira de Santana

Projeto Saúde Digital
  • Vencedor do Prêmio e-gov 2011;
  • Modernização no atendimento;
  • Ver Publicação

Prefeitura de Paulo Afonso

Paulo Afonso Digital
  • Vencedor do Prêmio e-gov 2008;
  • Mais agilidade nos serviços;
  • Ver Publicação

Governo de Portugal

e-SIGIC
  • Modernização no acompanhamento de cirurgias;
  • Mais benefícios para o cidadão;
  • Ver Publicação

Cidade Inteligente

Projeto TechBus
  • Modernização no transporte público;
  • Feito em parceria com a IBM;
  • Ver Publicação

Governo de Rondônia

Projeto Nota Legal
  • Aumento de R$10 milhões na receita;
  • Redução de 20% dos impostos;
  • Ver Publicação

RG2 Sistemas

Sistema de Gestão Empresarial (ERP)
  • Redução de 35% no tempo do projeto;
  • Baixa curva de aprendizado;
  • Ver Publicação

Universidade Jorge Amado

Sistema de CRM
  • Produtividade de 4 meses em 3 dias;
  • Maior ênfase nas necessidades do negócio;

Benefícios

Cenário dos Projetos de Software

Cenário dos Projetos Tradicionais
Fonte: IAG Consulting

O Maker surgiu como resposta a problemas críticos dos projetos tradicionais.

Percebemos que as novas tecnologias apenas melhoram os aspectos técnicos das aplicações, continuando a repetir um caminho comprovadamente responsável pelo alto número de prejuízos e fracassos que são a realidade da maioria dos projetos tradicionais. A partir desse cenário, decidimos que pequenas melhorias nas ferramentas não são suficientes, é necessária uma inovação no processo como um todo.

Problemas Críticos do Desenvolvimento Tradicional

Desenvolvimento Artesanal

As linguagens modernas exigem mais linhas de código e decisões de arquitetura por parte do desenvolvedor, resultando em projetos mais complexos e vulneráveis a erros humanos. Segundo uma pesquisa feita pela Cast Software, existem casos em que cada linha de código hoje custa aproximadamente 4 vezes mais do que em 1984.

Os maiores problemas do desenvolvimento moderno de software são os altos custos (de codificação, uso e manutenção) e a baixa qualidade dos sistemas produzidos.

Mary Shaw, Professora da Universidade Carnegie Mellon

Foco na Tecnologia

Segundo uma pesquisa feita pela Elastic Cloud, a média de tempo dedicado às atividades técnicas é aproximadamente 4 vezes maior do que o resto. Além disso, é sempre preciso investir tempo no aprendizado e nos detalhes específicos de cada tecnologia de desenvolvimento que surge. Isto implica em um grande esforço que muitas vezes é abandonando completamente quando a mesma se torna ultrapassada ou mostra-se incapaz de atender as demandas do projeto.

Se o seu objetivo é qualidade no desenvolvimento de software, não se distraia pela tecnologia – sua equipe e os processos que adotam é o que faz a maior diferença.

ADT Magazine

Falhas de Entendimento

Segundo um estudo da CIO Magazine, falhas de entendimento dos requisitos e objetivos do projeto constituem a maior causa de fracassos, atingindo 71% dos projetos. Na maioria dos casos, não há tempo suficiente para dar a ênfase necessária ao entendimento. Além disso, os interessados no projeto não conseguem entender as especificações do que será construído. O resultado é um grande aumento no risco e nos custos devido a mudanças e retrabalho.

Se você não sabe para onde está indo, muito provavelmente irá chegar no destino errado. É preciso entender o problema antes de projetar a solução correta. Caso contrário, irá desenvolver aplicações que falham em satisfazer as necessidades do usuário e que permanecerão abandonadas.

Annie I. Antón, Professora da Universidade da Carolina do Norte

Benefícios da Plataforma Maker

Desenvolvimento Automatizado

Explore o poder da tecnologia a seu favor.
A plataforma Maker explora o potencial da inteligência artificial através de assistentes de criação que automatizam tarefas (desde a criação inicial de bancos de dados até a preparação da documentação final das aplicações). Isso resulta em ganhos de produtividade e na garantia de um nível de qualidade confiável que é mais livre de falhas humanas.

Um aspecto que se destaca no Maker é o elevado grau de automação na criação de elementos como formulários. A lógica do sistema, assim como as regras de negócio, são traçadas graficamente num editor de fluxos, que nos bastidores são transformados em código.

Revista Info Exame

Foco no Negócio

A plataforma Maker define uma divisão de trabalho no projeto: enquanto a Softwell aperfeiçoa a tecnologia, o desenvolvedor fica livre para se concentrar no aspecto mais importante: o valor das suas aplicações. Essa mudança de foco permite maior ênfase nas necessidades do negócio, resultando em ganhos de qualidade e maior satisfação dos usuários.

O Maker é a primeira ferramenta de desenvolvimento na qual o colaborador concentra 100% de sua atenção nas necessidades do negócio e não nos aspectos relativos à tecnologia.

IBM

Linguagem de Alto Nível

A plataforma Maker adota uma linguagem de programação visual de alto nível de abstração. O uso apropriado da linguagem natural permite que todos sejam capazes de compreender o funcionamento da aplicação e desde cedo eliminar falhas de entendimento. Outros benefícios encontrados são: maior produtividade (cada elemento visual da linguagem equivale a dezenas de linhas de código), fácil aprendizado (o uso da interface sensível ao contexto dispensa o conhecimento de sintaxes e comandos específicos) e fácil manutenção (as aplicações são documentadas ao mesmo tempo em que são construídas).

Uma das vantagens do Maker é a orientação ao negócio e o compartilhamento de uma linguagem, não focada na tecnologia mas sim nos objetivos de negócio a que se pretende responder.

Deloitte

Perguntas e Respostas

Perguntas Gerais

 

Que tipo de aplicação é possível desenvolver com o Maker?

Embora o Maker seja otimizado para a construção de aplicações baseadas em bancos de dados, não existem limitações para o tipo de aplicação a ser criada. O desenvolvedor é capaz de personalizar totalmente sua aplicação conforme suas necessidades.

 

Que conhecimentos são necessários para se trabalhar com o Maker?

Apenas conhecimentos básicos em lógica de programação e bancos de dados relacionais.

 

É possível desenvolver aplicações sem usar linhas de código?

Sim. Todo o desenvolvimento de formulários, relatórios, menu e eventos do sistema é feito sem código, pois utilizam-se componentes visuais ou elementos criados pelo próprio desenvolvedor.

 

O Maker serve apenas para leigos?

Não. Os conhecimentos fundamentais de desenvolvimento constantemente exercitados no Maker servem como base para a melhoria no desenvolvimento feito em qualquer outra tecnologia. No Maker, o desenvolvedor pode eliminar a preocupação com os detalhes específicos das linguagens (como sintaxes, paradigmas ou comandos específicos) e se concentrar em habilidades críticas orientadas ao negócio (como análise de sistemas, otimização de algoritmos e gestão de projetos).

 

Caso decida parar de usar o Maker, como manterei minha aplicação?

É possível obter o código-fonte completo das aplicações. A qualidade do código é em muitos casos superior ao que é feito manualmente, pois o código é automaticamente documentado (com comentários em linguagem natural) e possui uma arquitetura que utiliza boas práticas de programação.

Funcionalidades

 

Como é feita a criação de telas?

O Maker possui um editor visual de telas que permite arrastar componentes, definir propriedades e associar eventos. Para mais detalhes, consulte a seção de formulários no manual do Maker.

 

Que funcionalidades são embutidas nas aplicações?
O Maker economiza consideravelmente o tempo de desenvolvimento oferecendo as seguintes funcionalidades:
  • Autenticação e autorização;
  • Navegação (com paginação e cache), pesquisa e modificação de dados;
  • Lista de acesso a múltiplas aplicações no mesmo ambiente;
  • Menus de navegação;
  • Controle de usuários e grupos pelos administradores da aplicação;
  • Teclas de atalho para operação das telas da aplicação;
  • Definição de permissões para visualização e modificação de dados (desde telas inteiras até campos específicos);
  • Histórico detalhado de alterações nos dados;
  • Preenchimento automático de campos definidos pelo usuário;
  • Geração automática de relatórios personalizados pelo usuário;
  • Exportação de dados nos formatos TXT, HTML e XML;

 

O que são assistentes inteligentes de criação?

Os assistentes inteligentes são ferramentas que geram automaticamente os elementos da aplicação a partir de informações preenchidas passo a passo pelo desenvolvedor. É possível gerar telas, relatórios, bancos de dados e até a documentação final da aplicação, resultando em ganhos consideráveis de produtividade.

 

Como é feita a programação da lógica da aplicação?

O Maker oferece um editor visual de algoritmos que permite definir o fluxo de ações e as expressões a serem executadas em cada ação. Esta lógica poderá então ser executada na camada do cliente ou no servidor de aplicações, conforme a escolha do desenvolvedor. Para mais detalhes, consulte a seção de fluxos no manual do Maker.

 

Como é feita a depuração da lógica da aplicação?

O Maker possui um depurador visual integrado ao ambiente de programação que permite reproduzir passo a passo o comportamento da lógica desenvolvida, além de visualizar o conteúdo das variáveis em cada etapa. Para informações detalhadas sobre as funcionalidades oferecidas, consulte a seção de depuração no manual do Maker.

 

Como é feita a carga instantânea das telas da aplicação?

O Maker permite que o desenvolvedor decida pelo carregamento antecipado das telas da aplicação. Com isso, as telas definidas serão carregadas e armazenadas no momento em que o usuário entra no sistema, permitindo que as telas sejam abertas instantaneamente e melhorando assim a experiência do usuário.

 

Que funções são disponibilizadas para o desenvolvedor?

O Maker possui uma ampla biblioteca de funções que atendem as necessidades mais comuns das aplicações, além de permitir que o desenvolvedor crie funções próprias. Para mais detalhes, consulte a lista de funções.

 

É possível agendar tarefas a serem executadas em um momento ou intervalo específico?

Sim. O Maker possui um agendador visual de tarefas que permite a definição de momentos e intervalos para a execução automática de tarefas da aplicação.

 

Como é feita a criação de relatórios?

O Maker disponibiliza uma poderosa ferramenta visual de criação de relatórios que permite desde a geração automática do relatório até a personalização manual. Para informações detalhadas sobre as funcionalidades oferecidas, consulte a seção de relatórios no manual do Maker.

 

É possível criar conexões a múltiplos bancos de dados?

Sim. O Maker foi projetado para que o desenvolvedor possa definir conexões a múltiplos bancos de dados em cada aplicação.

 

Como é feito o desenvolvimento para dispositivos móveis?

O Maker permite que a aplicação seja desenvolvida de forma genérica para atender a múltiplos dispositivos, além de permitir ajustes para dispositivos específicos. O ambiente de desenvolvimento é o mesmo das aplicações web, com a adição de um simulador de dispositivos e funcionalidades específicas para aplicações móveis. Para mais detalhes, consulte o manual do Maker Mobile.

Compatibilidade

 

Que requisitos são necessários para executar o ambiente de desenvolvimento?
Os requisitos mínimos para executar o ambiente de desenvolvimento são:
  • Sistema operacional Windows XP ou superior;
  • Processador de 1Ghz ou superior;
  • Memória RAM de 1Gb ou superior;
  • Disco Rígido com 606Mb ou mais de espaço livre;
  • Resolução de 1024 × 768 ou superior;
  • Banco de dados compatível com o Maker;

 

Que requisitos são necessários para executar as aplicações web?
Os requisitos mínimos para executar as aplicações web são:
  • Sistema operacional Windows ou Linux;
  • Processador de 1Ghz ou superior;
  • Memória RAM de 512Mb ou superior;
  • Disco Rígido com 384Mb ou mais de espaço livre;
  • Navegador web com suporte a HTML5;
  • Banco de dados compatível com o Maker;
  • Servidores de aplicação web: Tomcat, JBoss ou IIS;

 

Que bancos de dados são suportados?
Os bancos de dados suportados são:
  • PostgreSQL 8.2, 8.3, 8.4, 9.0;
  • Microsoft SQL Server 2005, 2008, 2008R2;
  • Oracle 9i, 10g, 11g;
  • MySQL 5.0, 5.1, 5.5;
  • Firebird 2.0, 2.1, 2.5;
  • DB2 9.5;

 

Que tecnologias são utilizadas nas aplicações web?
As tecnologias utilizadas nas aplicações web são:
  • HTML5;
  • CSS3;
  • Java ou .NET;
  • JavaScript;

 

Que requisitos são necessários para executar as aplicações móveis?

Qualquer dispositivo é capaz de executar as aplicações móveis, desde que possua o sistema operacional iOS ou Android.

Personalização

 

É possível modificar o código-fonte das aplicações?

Sim. Embora seja raramente necessário, o Maker permite modificar desde as funções internas usadas no ambiente de desenvolvimento até o código-fonte final da aplicação. Para mais detalhes, consulte a seção de geração de código-fonte no manual do Maker.

 

Como é feita a personalização de estilos?

O Maker possui um editor visual que permite a definição de qualquer propriedade dos estilos usados nos componentes da aplicação. É possível também criar skins e reaproveitá-los em outras aplicações.

 

Como é feita a criação de funções nativas?

O Maker possui um editor de código (Java e JavaScript) integrado ao ambiente de desenvolvimento que permite a criação e modificação de funções nativas. Para mais detalhes, consulte a seção de funções no manual do Maker.

 

Como é feita a criação de componentes visuais?

O Maker permite a criação de componentes utilizando o mesmo ambiente de desenvolvimento para definição visual do comportamento e da aparência dos componentes. Para mais detalhes, consulte a seção de criação de componentes no manual do Maker.

 

Como é feita a personalização da documentação automática?

O Maker considera a documentação automática como um modelo de relatório a ser personalizado usando o mesmo ambiente visual de criação de relatórios. Para mais detalhes, consulte a seção de documentação automática no manual do Maker.

 

Como é feita a criação de plugins de auxílio ao desenvolvimento?

O Maker permite a criação de plugins utilizando o mesmo ambiente de desenvolvimento para definição visual do comportamento do plugin.

Integração

 

É possível integrar a aplicação com bibliotecas ou componentes já existentes?

Sim. O Maker permite a integração com bibliotecas em Java, .NET ou JavaScript. Para mais detalhes, consulte a seção de integração de bibliotecas no manual do Maker.

 

É possível integrar a aplicação com dispositivos de hardware?

Sim. O Maker oferece funções de integração com alguns dispositivos (como impressoras e leitores biométricos), além de permitir a integração de novos dispositivos através da criação de funções nativas.

 

É possível integrar a aplicação com serviços da web?

Sim. O Maker oferece funções para consumo de serviços usando HTTP ou Web Service.

 

É possível disponibilizar a aplicação como um serviço da web?

Sim. Cada lógica desenvolvida no Maker pode ser disponibilizada como um serviço HTTP ou Web Service.

Distribuição

 

Como é feita a distribuição das aplicações?

Para as aplicações web, a distribuição é feita através de um arquivo .war (Java) ou .zip (.NET) que será instalado no servidor de aplicações. Para as aplicações móveis, é feita por um arquivo .apk (Android) ou pelo PhoneGap (iOS) que então poderá ser instalado diretamente no dispositivo ou disponibilizado na App Store de cada plataforma.

 

É necessária a instalação de algum aplicativo por parte do usuário?

Não. As aplicações do Maker usam tecnologias disponíveis por padrão em todos os navegadores e dispositivos suportados.

 

Existem limitações para hospedagem das aplicações web?

Não. É possível utilizar qualquer serviço de hospedagem desde que suporte os servidores Tomcat, JBoss ou IIS.

Migração

 

Como é feita a migração automática entre plataformas?

O Maker cria uma independência em relação às plataformas de execução (Java, .NET, Android ou iOS) pois todos os elementos da aplicação são armazenados no banco de dados. Isso permite que não haja nenhum retrabalho por parte do desenvolvedor caso deseje alternar entre plataformas.

 

Como é feita a migração entre bancos de dados?

O Maker oferece assistentes inteligentes que importam os elementos da aplicação e exportam para o banco de dados desejado, criando também a estrutura das tabelas necessárias.

Colaboração

 

Como é feito o compartilhamento de objetos?

Cada objeto construído no Maker automaticamente pertence a um repositório de objetos e pode ser reaproveitado ou usado como base por todos os desenvolvedores da equipe.

 

Como é feito o controle de versões da aplicação?

Cada objeto construído no Maker automaticamente armazena um histórico que guarda o horário e o responsável por cada mudança, permitindo que cada objeto tenha um controle de versão individual e possa ser restaurado para uma versão anterior. É possível também definir versões empacotadas da aplicação como um todo.

Suporte

 

Como é oferecido o treinamento?

O treinamento tem a duração de 40 horas e pode ser feito de forma presencial ou remota.

 

Como é oferecido o serviço de suporte?

O serviço de suporte está disponível nos horários comerciais através de fóruns, bate-papo online, tickets, e-mail ou telefone.

 

Que materiais de aprendizado estão disponíveis?

O Maker vem com um manual que inclui vídeos, dicas e exemplos. Além disso, existe o livro “Maker – Uma Nova Forma De Desenvolver Softwares” que pode ser comprado nas principais livrarias.

 

Olá! Meu nome é Sofia.